quinta-feira, 23 de maio de 2013

Pão, Ouro e Amor

http://3.bp.blogspot.com/-w4sMudKNiYw/UZx6bv0bzNI/AAAAAAAAGZM/W3CtlGMUXIo/s1600/menina-que-prende-a-crian%C3%A7a-com-fome-do-tamanho-grande-do-humor-do-p%C3%A3o-thumb17280694.jpg
Aquele diz: — Isto é meu. Outro afirma: Guardo o que me pertence.Entretanto, só Deus é o legítimo Senhor de Tudo.Rejubilas-te com a nutrição... Contudo foi Ele que promoveu a sustentação da semente para que a semente convertida em pão, te assegure o equilíbrio.Orgulhas-te do dinheiro que te garante a aquisição das utilidadesimprescindíveis à segurança e ao conforto... no entanto, foi Ele, quem te angariou indiretamente os recursos preciosos para que te não faltassem saúde e raciocínio, disposição e inteligência na tarefa em que te sorri a fortuna.Regozijas-te com o lar... Todavia, foi Ele quem te situou nos braços maternais que te acalentaram os vagidos primeiros, aproximando-te dos afetos que te enriquecem os dias.Lembra-te de Deus, o Todo Misericordioso que nos confia os tesouros da existência, a fim de que aprendamos a buscar-Lhe o Paterno Seio...E reparte com teu irmão do caminho os talentos que Ele te empresta, na certeza de que somente ao preço da FRATERNIDADE INFATIGÁVEL E PURA, subirás para a Glória Divina, em que Deus te reserva a imortalidade da vida, entre as fulgurações da Sabedoria Imperecível e as bênçãos do Amor Eterno.


Autor: Scheilla - Psicografia de Chico Xavier

Castigo Eterno



 



http://4.bp.blogspot.com/-QoT1JD0WgP8/UZzt8ETPvFI/AAAAAAAAGZk/OFiC-vD4Cp0/s1600/el_umbral.jpg
Deus, sendo soberanamente justo e bom, não condena suas criaturas a castigos perpétuos pelas faltas temporárias; oferece-lhes em qualquer ocasião meios de progredir e reparar o mal que elas praticaram. Deus perdoa, mas exige o arrependimento, a reparação e o retorno ao bem, de modo que a duração do castigo é proporcional à persistência do Espírito no mal; consequentemente, o castigo seria eterno para aquele que permanecesse eternamente no mau caminho, mas, assim que um sinal de arrependimento entra no coração do culpado, Deus estende sobre ele sua misericórdia. A eternidade das penas deve assim ser entendida no sentido relativo, e não no sentido absoluto.
 
(Allan Kardec, "Revista Espírita", 01/1862, O Espiritismo Simplificado)

Video . . .




QUERO

QUERO
Quero ser um rio de água viva.
Quero ser um poço de esperança.
Quero gritar.
Quero cantar.
Quero poder pular, ouvir, beijar.
Sem poder fazer nada
com esse coração que me arrasa,
que tira minha alegria e marca como brasa.
Quero ser feliz,
correndo, dançando, pulando, cantando...
Como sempre quis.
Mas você foi embora sem dizer adeus.
Deixou uma dor profunda assim... Só eu...
Só eu pra saber o gosto da solidão,
pra saber a dor de uma paixão.
Só eu pra querer coisa que não tem volta.
Só eu pra querer você de volta.