quinta-feira, 2 de agosto de 2012

À flor da pele


À flor da pele
Um brinde à insensatez! Sem ela
não existiriam essas paixões avassaladoras
que nos fazem navegar num oceano
de sonhos e de ilusões.
Eu só preciso de uma tarde para ser feliz...
nada além de uma tarde,
nada além de você...
mas eu preciso de uma noite inteira para sonhar
e deixar que a poesia invada a alma
e faça morada - eterna morada -
e me desperte com um beijo seu no amanhecer.