segunda-feira, 2 de abril de 2012

DOM DE DEUS


DOM DE DEUS
Ser poeta
É sonhar, imaginar.
Rabiscar versos apaixonados,
Por alguém imaginário.
Vive num mundo encantado,
Muitas vezes está perdido,
Escreve versos pro acaso,
Que talvez nem sejam lidos.
Ser poeta,
É chorar sem motivos,
É poder com seus versos,
Dar alegrias aos amigos.
É poder transformar,
A tristeza em alegria,
Tirar da dor uma lição de vida.
Ser poeta,
É dizer muitas coisas sem sentido,
Muitas vezes incompreendido,
Transforma uma guerra
Num jardim florido.
Ser poeta
É ser abençoado,
Pois recebeu de Deus,
O dom do imaginário.

DESIGUALDADE


DESIGUALDADE
Nesse mundo desigual
Muitos vivem na pobreza
Mas há poucos que vivem
Numa verdadeira realeza.
Pra que guerras de vaidades
Se nada dessa vida se leva
Deus deu a todos a natureza
Nossa principal fonte de vida
Pois é dela que se tira
Toda essa riqueza
Dividis o pão a todos
Oh! Homens deixem de avareza
Somos filhos de um só pai
Vivemos no mesmo universo
Por que não vivemos com justeza?
Acredito que ainda
Haveremos de ter consciência
Que este mundo não nos pertence
Só a Deus, tenho certeza.